Skip to content


Defensoria Pública do AM contra a expressão ‘Black Friday’

Posted in Leão Alves, Vídeos.


Defensoria Pública do AM notifica comércio contra expressão ‘Black Friday’

Enquanto mestiços são discriminados no edital de eleição da SEJUSC/AM para o Conselho Estadual da Igualdade Racial, pessoas precisam ser atendidas pela Defensoria Pública do Estado do Amazonas (DPE-AM) e a economia precisa se recuperar da pandemia do novo coronavírus, o órgão enviou uma recomendação à Câmara dos Dirigentes Lojistas de Manaus (CDL) e à Associação Comercial do Amazonas (ACA) contra o uso da expressão ‘Black Friday’ “para se referir à temporada de preços baixos que tradicionalmente ocorre em novembro”. Continued…

Posted in Leão Alves.


Projeto pretende proibir tribunais raciais

Deputado federal Marcel Van Hattem.

Deputados federais apresentaram o PL 461/2020 que visa a proibir os tribunais raciais criados supostamente para impedir fraudes nas cotas de concursos públicos, mas que têm sido acusados de fazer seleção ideológica e por aparência “negra” dos candidatos, discriminando pardos, especialmente os de pele clara e os que não têm origem preta. Continued…

Posted in Português.


Racismo a varejo – Leão Alves

O Magazine Luiza criou o “Trainee do Brasil 100% voltado para negros”. O programa da empresa é perfeito para explicar o objetivo do racismo implantado no Brasil pela esquerda e como derrotá-lo. Continued…

Posted in Artigos, Leão Alves, Português.


Live de Caio Tirapani com Leão Alves sobre cotas raciais

Para assistir clique aqui.

Posted in Português.


Cuidado com seus preconceitos

Posted in Mensagem Mestiça.


PL visa a retirar pardo da classificação como negro no Estatuto da Igualdade Racial

Posted in Leão Alves, Vídeos.


Negristas querem escolher representantes mestiços no Conselho Racial do AM

.

Posted in Vídeos.


Cotas raciais: o que é o movimento mestiço e por que movimentos negros da esquerda o combatem – Leão Alves

O Estado do Amazonas possui o maior percentual de pardos do país, 69% da sua população segundo o último censo do IBGE, destacadamente formada por mestiços de índios e brancos, os caboclos, e um dos menores percentuais de autodeclarados pretos, 4,1%. A distribuição, porém, das 13 vagas destinadas à “sociedade civil organizada” do edital para compor o Conselho Estadual de Promoção da Igualdade Racial do Amazonas (CEPIR) é reveladora: 1 para Movimento Negro, 1 para Mulheres Negras, 1 para Juventude Negra, 1 para Movimento Afro-LGBT, 1 para Movimento Cultural Afro, 2 para Religiões de Matriz Africana, 1 para Capoeira, 1 para Povos Indígenas, 1 para Povo Judeu e, ah sim, 1 para Mestiços e 1 para Caboclos. Estas duas últimas vagas constando graças à ação do Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro junto ao Ministério Público diante de radical oposição de movimentos negros que seguem a ideologia racial do PT e assemelhados. Continued…

Posted in Artigos, Leão Alves.


Live: Paulo Demchuk e Leão Alves sobre racismo de esquerda

 

Posted in Português.