Skip to content


EUA: Estado do Mississippi ratifica a 13ª Emenda que abole a escravidão

2359800112_f59b4d2fd7_mParlamentares do Estado de Mississippi, EUA, ratificaram oficialmente a 13 ª Emenda à Constituição que, em 1865, proibiu a escravidão no país.

Cento e quarenta e oito anos depois e após três quartos dos Estados votarem  aprovando a emenda, o Legilstivo de Mississippi finalmente tomou medidas para corrigir a flagrante omissão no mês passado. De acordo com o Jackson Clarion-Ledger, a decisão foi inspirada no filme indicado ao Oscar, “Lincoln”, que descreve os esforços do 16º presidente para aprovar a emenda.

Após o professor Dr. Ranjan Batra, do University of Mississippi Medical Center,  assitir ao o filme no ano passado, ele foi se interessou em investigar o que aconteceu depois dos estados terem votado a emenda. Ele descobriu que, enquanto o Estado tinha inicialmente rejeitado a proibição da escravidão, o parlamento estadual acabou por votar a aprovação da alteração em 1995. A medida autorizou as duas câmaras legislativas, mas nunca foi enviado ao Serviço do Registro Federal e, portanto, nunca fora oficializada.

Batra, então, contactou outro morador do Mississippi, Ken Sullivan, que por sua vez entrou em contato com o Secretário de Estado, Delbert Hosemann . O escritório de Hosemann concordou em corrigir a omissão e arquivar a papelada, tornando oficial a ratificação em 7 de fevereiro.

Mississippi foi o último estado a aprovar a alteração. Kentucky, o penúltimo, havia ratificado em 1976.

Traduzido de Huffington Post, 18/02/2013.

Os vídeos e os textos postados assinados por seus autores e os noticiosos e de outros sites lincados são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça. É autorizada a reprodução e publicação de textos deste site desde que citada a fonte. Mestiçofobia é racismo / Mestizofobia es racismo. Divulgue este site.

Posted in Português.

Tagged with .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam