Skip to content


Parlamentar deseja banir aborto para seleção de sexo

As mulheres não seriam autorizados a praticar o aborto com base no fato delas desejarem uma menina ou um menino, de acordo com um projeto de lei de uma parlamentar do Estado de Utah, EUA.
Segundo a ABC, a senadora estadual Margaret Dayton diz que não só quer proibir que mulheres abortem com base em se uma mulher quer um menino ou menina, mas ela também está considerando prevenir que mulheres abortem com base na raça do bebê.
De acordo com o Desert News, Karrie Galloway, Diretora Executiva da Planned Parenthood de Utah, disse que as restrições não são necessárias. Ela disse que não tem conhecimento de qualquer suspeita de abuso nessa área, e ela vê a legislação como uma solução procurando por um problema.
De acordo com o KTAR, partes da China, Paquistão e Índia são lugares onde o aborto seletivo de gênero é mais comum porque normas culturais valorizam mais crianças do sexo masculino que o feminino.
Se a legislação for aprovada, Utah irá se juntar a Oklahoma, Arizona e Pensilvânia, onde já existe uma proibição de abortos por motivos de seleção de sexo.

As mulheres não serão autorizados a praticar o aborto com base no fato delas desejarem uma menina ou um menino, de acordo com um projeto de lei de uma parlamentar do Estado de Utah, nos EUA.

Segundo a ABC, a senadora estadual Margaret Dayton afirmou que não só quer proibir que mulheres abortem com base em quererem um menino ou menina, mas também está considerando proibir que mulheres abortem com base na raça do bebê.

De acordo com o Desert News, Karrie Galloway, Diretora Executiva da Planned Parenthood de Utah, disse que as restrições não são necessárias. Ela afirmou que não tem conhecimento de qualquer suspeita de abuso nessa área, e vê a legislação como uma solução procurando por um problema.

De acordo com o KTAR, partes da China, Paquistão e Índia são lugares onde o aborto seletivo de gênero é mais comum porque normas culturais valorizam mais crianças do sexo masculino do que feminino.

Se a legislação for aprovada, Utah irá se juntar a Oklahoma, Arizona e Pensilvânia, estados onde já existe uma proibição de abortos por motivos de seleção de sexo.

Traduzido de Digital Journal, 02/12/2012.

Os vídeos e os textos postados assinados por seus autores e os noticiosos e de outros sites lincados são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça. Divulgue este site.

Posted in Abortismo, Eugenia, Português.

Tagged with .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam