Skip to content


Homicídios contra pardos aumentam e contra pretos diminuem

Homicídios contra mestiços aumenta, mas Governo Federal do PT esconde e diz que são negros.

Mas mídia do governo federal divulga o contrário

Dados sobre homicídio do período de 2002 a 2010 mostram que houve um aumento de 35,5% no número de homicídios da população parda e diminuição de 0,7% no número de homicídios da população preta. Na população jovem o aumento dos homicídios foi de 29% na população parda e houve uma diminuição de 8,1% nos homicídios de pretos no mesmo período.

Os dados estão no Mapa da Violência 2012: A Cor dos Homicídios no Brasil, publicado pelo Governo Federal através da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR).

Esta é a única passagem em que dados sobre pardos são fornecidos; no restante da publicação, é adotada a ideologia racial do governo petista: a publicação soma pretos e pardos e os classifica como negros, não fornecendo mais informações específicas sobre o aumento dos homicídios entre os mestiços pardos e a redução dos homicídios na população preta.

Como o aumento dos homicídios de mestiços pardos supera a redução dos homicídios de pretos, somando as duas populações numa categoria ‘negro’, o governo promove a ideia de que estaria havendo um aumento do número de homicídio de negros, enquanto os dados publicados informam que está havendo um aumento dos homicídios de mestiços. Embora nem todos os mestiços sejam de cor parda, nos censos brasileiros, a categoria ‘parda’ refere-se a mestiços, palavra que no passado constou no censo (saiba mais).

Nova Imagem (2)

A soma estatística de pretos e pardos camufla a realidade sobre os pardos e serve para propaganda negrista.

No Norte, região do país com o maior percentual de pardos, descendentes predominantemente da miscigenação de indígenas e brancos, foi onde houve, nas palavras da publicação, “maior crescimento no número de homicídios negros: 125,5% (…)”.

Também houve redução de 25,5% por cento no número de homicídios na população de cor branca e de 33% entre jovens deste segmento.

Na população amarela, embora tenha havido uma redução de 39,8% no geral, houve um aumento de 37,2% entre os jovens. Também houve aumento do número de homicídio da população indígena tanto no geral, 48%, quanto em jovens, 56,3%.

Posted in Mestiçofobia | Desmestiçagem, Multiculturalismo, Português.

Tagged with , , , , , .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam