Skip to content


Nação Mestiça convida para Reunião sobre Ato Público contra expulsão dos mestiços de suas terras

.
.
CONVITE

O MOVIMENTO PARDO-MESTIÇO BRASILEIRO – NAÇÃO MESTIÇA tem a honra de convidar a participar da REUNIÃO que será realizada no domingo, dia 30 de setembro de 2012, às 09:00 horas da manhã, na Praça Central da Comunidade Novo Céu, no Município de Autazes (AM), para tratar sobre o Ato Público Contra a Expulsão da População da Etnia Mestiça e em defesa dos seus direitos originários nativos, territoriais e culturais e de suas fontes de sustento material, a qual se encontra ameaçada de limpeza étnica pela Fundação Nacional do Índio (FUNAI) que pretende criar e ampliar territórios exclusivos para indígenas nas localidades Murutinga e Tracajá, no município de Autazes; Ponciano, nos municípios de Autazes e Careiro da Várzea; Sissaíma, no município do Careiro da Várzea; e Vista Alegre, nos municípios do Careiro e Manaquiri, todas no Estado do Amazonas e habitadas por população da etnia mestiça.

Atenciosamente,
.
HELDERLI FIDELIZ CASTRO DE SÁ
Presidente
.
Fones (92)9609-0097/9215-7655/3641- 6358

Posted in Apartheid no Brasil, Eventos, Mestiçofobia | Desmestiçagem, Multiculturalismo, Português, Verwoerdismo | Indigenismo.

Tagged with .


3 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. A. H. says

    Maria, você está se referindo a raça indígena? Mestiços não são raça e não estão defendendo territórios exclusivos.

  2. Leão says

    Exatamente. Todos nós nacionais brasileiros devemos ter os mesmíssimos direitos sem diferenças nas leis entre brasileiros indígenas e brasileiros não indígenas. Enquanto não mudam as leis e não acabam com o apartheid que introduziram no Brasil, nós mestiços brasileiros devemos defender os nossos direitos originários, pois não somos invasores, nós descendemos também dos indígenas originais. Não há problema nenhum para nós mestiços vivermos e casarmos com indígenas, mas temos sido expulsos por uma ideologia racista e segregacionista que tem orientado as leis raciais e étnicas no Estado brasileiro.

    Racismo não é acreditar em raças, racismo é defender segregação entre elas, é ser contra miscigenação espontânea.

    Há racistas que negam a existência de raças a fim de disfarçar o racismo. Em vez de dizerem que estão defendendo a preservação de raças eles dizem que estão defendendo a preservação de culturas, de etnias, diversidade, etc.

    Estas leis de apartheid que separam indígenas de não indígenas servem ao racismo.

  3. Maria says

    Quando a pessoa se indentifica como diferente de todas as outras e merecedora de cuidados especiais por ser de uma raça diferente e minoritária, apesar que pardo e mestiço não é minoria, essa pessoa está defendendo o racismo, a diferenciaçào das pessoas por raça.