Skip to content


Mais de 16 mil estudantes participam do desfile escolar

Mais de 16 mil estudantes de 40 escolas estaduais, municipais e particulares exibiram, na manhã deste domingo (2), na avenida Presidente Vargas, centro de Belém, muito talento, determinação e compromisso com o civismo, durante o desfile do Dia da Raça, celebrado dia 5 e alusivo às atividades da Semana da Pátria. Desde o ano passado, em atendimento à solicitação da classe estudantil, a parada voltou a ocorrer naquela que um dia já se chamou Avenida 15 de Agosto, referência ao Dia da Adesão do Pará à Independência do Brasil.
Com o tema “Pátria: amar, servir e preservar”, o desfile do Dia da Raça foi aberto por um grupo de cerca de 400 crianças e adolescentes que participam das atividades do programa Pro Paz, do governo do Estado, que defenderam a integração social e a cultura de paz. “No Pro Paz faço amigos, jogo bola e agora vou fazer informática. É muito bom participar com todos do desfile”, disse Jean Saraiva Leite, 16 anos, que  participa das atividades da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) da Terra Firme.
Diversos projetos foram apresentados ao público ao longo do trajeto da Presidente Vargas, desde a avenida Nazaré até a rua Ó de Almeida. Um deles foi o Escola da Vida, do Corpo de Bombeiros, que ajuda a formar cidadãos na Escola Estadual Esther Bandeira. O público também viu os participantes do Horta e Xadrez, da Escola Santa Maria de Belém; os mais de dez troféus levados por estudantes da Escola Estadual Acácio Sobral, que acumulam destaque em eventos esportivos e culturais; e as atividades pedagógicas das escolas da 13ª Unidade Seduc na Escola, com estudantes de Icoaraci, Outeiro e Ananindeua.
Nos meses que antecedem a apresentação, os milhares de estudantes que fazem partes das bandas marciais, de fanfarra e sinfônicas dedicam horas em ensaios. De “Cavalo Manco”, da Banda Calypso, apresentada pela banda de fanfarra da Escola Vilhena Alves, ao “Tema da Vitória”, do maestro Eduardo Souto Neto, pela banda do Instituto Estadual de Educação do Pará (Ieep), os grupos se destacaram um a um.
“Passo praticamente o dia inteiro no Ieep. De manhã fico na aula, à tarde no laboratório e à noite, no ensaio. Isso empolga porque sabemos que tem muita gente vendo. Dá orgulho mesmo”, disse Everson Santos, 17 anos, da oitava série, que toca quadritom.
Dedicação – A organização e as cores vibrantes dos pelotões do Colégio Estadual Magalhães Barata também foram destaque do desfile. Verdadeiras declarações de amor às escolas foram manifestadas no grito e com show nas apresentações do corpo coreográfico das escolas Paes de Carvalho, Deodoro de Mendonça e Souza Franco. Com o tema “Responsabilidade Social: desafios e possibilidades”, a Souza Franco exibiu as ações pedagógicas e interdisciplinares. “Esta é uma excelente oportunidade para mostrarmos o que a escola tem de bom”, disse a diretora da Souza Franco, Marilena Guimarães.
O desfile escolar é considerado o ponto alto de todo trabalho desenvolvido nas escolas. “Este é um momento de culminância. Temos em nossas escolas projetos de esporte, cultura e lazer, que visam a formação integral do cidadão. O desfile é quando se coloca todo esse trabalho na vitrine, a oportunidade de mostrar à população tudo que é produzido”, disse o secretário de Educação, Cláudio Ribeiro.
O secretário disse ainda que a violência é um problema da sociedade, que quando entra na escola, reflete a realidade. “Se todo mundo trabalhar junto e fizer bem o seu papel, a questão da violência será mais bem combatida. A cultura da paz é algo fundamental para a sociedade. As escolas são reflexo do que ocorre na sociedade, por isso é fundamental mobilizá-las para também participar desse processo pela cultura da paz. Todos somos responsáveis”, enfatizou.

Estudantes de 40 instituições de ensino, entre elas a Fundação Carlos Gomes, participaram neste domingo (2) do desfile pelo Dia da Raça, na Presidente Vargas.

Mais de 16 mil estudantes de 40 escolas estaduais, municipais e particulares exibiram, na manhã deste domingo (2), na avenida Presidente Vargas, centro de Belém, muito talento, determinação e compromisso com o civismo, durante o desfile do Dia da Raça, celebrado dia 5 e alusivo às atividades da Semana da Pátria. Desde o ano passado, em atendimento à solicitação da classe estudantil, a parada voltou a ocorrer naquela que um dia já se chamou Avenida 15 de Agosto, referência ao Dia da Adesão do Pará à Independência do Brasil.

Com o tema “Pátria: amar, servir e preservar”, o desfile do Dia da Raça foi aberto por um grupo de cerca de 400 crianças e adolescentes que participam das atividades do programa Pro Paz, do governo do Estado, que defenderam a integração social e a cultura de paz. “No Pro Paz faço amigos, jogo bola e agora vou fazer informática. É muito bom participar com todos do desfile”, disse Jean Saraiva Leite, 16 anos, que  participa das atividades da Unidade Integrada Pro Paz (UIPP) da Terra Firme.

Diversos projetos foram apresentados ao público ao longo do trajeto da Presidente Vargas, desde a avenida Nazaré até a rua Ó de Almeida. Um deles foi o Escola da Vida, do Corpo de Bombeiros, que ajuda a formar cidadãos na Escola Estadual Esther Bandeira. O público também viu os participantes do Horta e Xadrez, da Escola Santa Maria de Belém; os mais de dez troféus levados por estudantes da Escola Estadual Acácio Sobral, que acumulam destaque em eventos esportivos e culturais; e as atividades pedagógicas das escolas da 13ª Unidade Seduc na Escola, com estudantes de Icoaraci, Outeiro e Ananindeua.

Nos meses que antecedem a apresentação, os milhares de estudantes que fazem partes das bandas marciais, de fanfarra e sinfônicas dedicam horas em ensaios. De “Cavalo Manco”, da Banda Calypso, apresentada pela banda de fanfarra da Escola Vilhena Alves, ao “Tema da Vitória”, do maestro Eduardo Souto Neto, pela banda do Instituto Estadual de Educação do Pará (Ieep), os grupos se destacaram um a um.

“Passo praticamente o dia inteiro no Ieep. De manhã fico na aula, à tarde no laboratório e à noite, no ensaio. Isso empolga porque sabemos que tem muita gente vendo. Dá orgulho mesmo”, disse Everson Santos, 17 anos, da oitava série, que toca quadritom.

Dedicação – A organização e as cores vibrantes dos pelotões do Colégio Estadual Magalhães Barata também foram destaque do desfile. Verdadeiras declarações de amor às escolas foram manifestadas no grito e com show nas apresentações do corpo coreográfico das escolas Paes de Carvalho, Deodoro de Mendonça e Souza Franco. Com o tema “Responsabilidade Social: desafios e possibilidades”, a Souza Franco exibiu as ações pedagógicas e interdisciplinares. “Esta é uma excelente oportunidade para mostrarmos o que a escola tem de bom”, disse a diretora da Souza Franco, Marilena Guimarães.

O desfile escolar é considerado o ponto alto de todo trabalho desenvolvido nas escolas. “Este é um momento de culminância. Temos em nossas escolas projetos de esporte, cultura e lazer, que visam a formação integral do cidadão. O desfile é quando se coloca todo esse trabalho na vitrine, a oportunidade de mostrar à população tudo que é produzido”, disse o secretário de Educação, Cláudio Ribeiro.

O secretário disse ainda que a violência é um problema da sociedade, que quando entra na escola, reflete a realidade. “Se todo mundo trabalhar junto e fizer bem o seu papel, a questão da violência será mais bem combatida. A cultura da paz é algo fundamental para a sociedade. As escolas são reflexo do que ocorre na sociedade, por isso é fundamental mobilizá-las para também participar desse processo pela cultura da paz. Todos somos responsáveis”, enfatizou.

De Agência Pará de Notícias, 03/09/2012.

Os vídeos e os textos postados assinados por seus autores e os noticiosos e de outros sites lincados são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça. Permitida a reprodução e divulgação sem fins comerciais de textos de propriedade deste site desde que citada a fonte.

Posted in Português.

Tagged with .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam