Skip to content


Mestiços sob risco de limpeza étnica na Nicarágua

Mestiços nicaraguenses estão sob o risco de serem expulsos de terras destinadas  a ocupação exclusiva de indígenas daquele país. O presidente da Comissão sobre Povos Indígenas e processo étnico da Assembleia Nacional disse que os cidadãos mestiços que recentemente ocuparam terras dedicadas exclusivamente a indígenas e não têm todos os documentos legais devem ser expulsos, enquanto que aqueles que chegaram no início dos anos 90 e tem um “títulos adulterados” deve ser removidos e compensados ​​pelo Estado da Nicarágua.

O presidente disse também que apenas os títulos emitidos antes de 1987, respeitadas, em consonância com a Lei 445, Lei de propriedade comunitária dos povos indígenas e comunidades étnicas das Regiões Autónomas da Costa Atlântica da Nicarágua e dos rios Bocay, Coco e Indio Maiz.

As declarações do presidente se deram no seminário “Estratégia e Implementação de Projeto para a Fase de Saneamento em Territórios Indígenas da costa do Caribe da Nicarágua” evento durante o qual alguns líderes territoriais levava para o conflito que eclodiu vários dias porque os cidadãos da etnia miskito exigem a expulsão dos mestiços das terras de Twi Waupasa ou Llano Sul, em Bilwi, região autônoma do Atlântico Norte, RAAN. Miskitos e mestiços encontram-se em conflito por este território.

Em outros países da América Latina, inclusive no Brasil, mestiços também tem sido vítimas ou estão sob risco de limpeza étnica sendo entregues suas terras a ocupação e uso exclusivo de etnias indígenas.

Com informações do site El Nuevo Diario, 28/02/2012.

Posted in Português.

Tagged with , .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam