Skip to content


Outras famílias do Seridó: genealogias mestiças nos sertões do Rio Grande do Norte (séculos XVIII-XIX) – Helder Alexandre Medeiros de Macedo

Este trabalho objetiva estudar genealogias mestiças na Freguesia da Gloriosa Senhora Santa Ana do Seridó, cuja sede ficava situada no sertão da Capitania do Rio Grande do Norte, entre o século XVIII e primeiras décadas do século XIX, na tentativa de compreender qual o lugar dos mestiços na formação de famílias nesse território. Entendemos genealogias mestiças, neste estudo, como as parentelas formadas, no período colonial, a partir de mestiçagens, isto é, em que os sujeitos que se tornaram troncos de famílias não são descendentes, apenas, de luso-brasílicos. O trabalho foi produzido a partir de duas abordagens: a primeira, macro histórica, que reconstituiu o processo de construção do território da Freguesia do Seridó ao verificar a presença de elementos luso-brasílicos, africanos, crioulos, índios e mestiços e perceber como foram estabelecidas instâncias da administração colonial (arraial, regimento militar, povoação, freguesia e vila) no sertão; a segunda, micro histórica, onde se examinou as histórias de vida de três homens de cor: Nicolau Mendes da Cruz, Francisco Pereira da Cruz e Feliciano da Rocha de Vasconcelos. A escolha desses personagens, dispersos nas ribeiras que formavam a freguesia, mas, mantendo relações entre si, foi motivada pela representatividade de suas agências enquanto mestiços, por terem deixado parentela (de sangue ou ritual) e, também, pela disponibilidade de fontes documentais (judiciais, paroquiais e administrativas) que dizem respeito a suas vidas. A tese demonstrada é a de que, no processo de constituição das famílias que viveram na Freguesia do Seridó entre o século XVIII e primeiras décadas do século XIX – e que participaram do cotidiano nas fazendas, povoações e vila – houve participação de elementos mestiços, cujas genealogias são marcadas por descendentes de
diferentes qualidades e condições.

Posted in Letras e Arte, Literatura, Não Ficção, Português.


One Response

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Leu says

    se vcs olharem no currículo do professor Eduardo França Paiva vcs vão ver muitos trabalhos sobre mestiços e mestiçagem. É o principal pesquisador no Brasil, atualmente, sobre esse tema, na área de história.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam