Skip to content


Portugal. The Man abre show com manifestação a favor do Apartheid indigenista

A banda Portugal. The Man se apresentou no primeiro dia do festival Lollapalooza, em São Paulo. No começo da apresentação cedeu o microfone a supostos índios que pediram mais territórios exclusivos e lamentaram o “genocídio” – palavra que no dicionário indigenista também inclui mestiçagem.

O Apartheid indigenista, que implica sempre na expulsão de mestiços que residam onde querem criar indiostões, tem sido frequentemente promovido em eventos do tipo por roqueiros brancos acompanhados de índios.

Leão Alves, ex-presidente do Nação Mestiça, enviou umas mensagens pelo Tweeter para a banda:

“Avisem esta banda @portugaltheman que Portugal e índios originais incentivaram mestiçagem e que estes indigenistas estão defendendo Apartheid e limpeza étnica contra nós mestiços pois são contra mestiçagem e o direito de nós mestiços sobre as terras de nossos ancestrais índios.”

“Avisem esta banda @portugaltheman que ela está promovendo racismo contra mestiços pois indigenismo odeia mistura de raças e somos nós os mestiços as primeiras vitimas da segregação racial promovida pelo racismo indigenista.”

“Avisem esta banda @portugaltheman que o indigenismo é sustentado por brancos magnatas racistas que preferem segregação racial a mistura de raças e que milhares de famílias mestiças extremamente pobres são expulsas impiedosamente pelos indigenistas há anos.”

A banda respondeu: “Você está errado”

Apesar do nome, o grupo não é português, é dos EUA.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam