Skip to content


O Brasil é um país mestiço no corpo e na alma gostem alguns disso ou não – Ronaldo de Souza Jr.

O Brasil é maciça e profundamente mestiço no corpo e na alma já dizia Gilberto Freyre, a miscigenação biológica e espiritual ímpar e sem paralelo no globo que juntou inicialmente portugueses, africanos e índios e que foi bastante ampliada com a fusão com outros povos dos quatro cantos da terra que vieram ao Brasil anos mais tarde. Tais misturas resultaram na criação dos mais diversos tipos humanos e antropológicos e que a muito formam o povo brasileiro. Traços desta mestiçagem estão presentes em todas as áreas da vida brasileira tanto na esfera individual como na vida da nação como um todo. Assim sendo é fato inegável: a mestiçagem é o principal elemento fundador e pedra angular do Brasil. Infelizmente o povo brasileiro passou e passa por crises de identidade intermináveis todas induzidas seja por modismos de época (racismo cientifico séc 19), idéias oriundas do movimento positivista, tramas da esquerda levadas a cabo com a finalidade de racializar e dividir o país partindo da destruição do conceito de mestiçagem, ações do movimento globalista, enfim motivos e causadores não faltam para agravar a situação da degradação da identidade nacional. Fato é que no Brasil existe de longa data um complexo de inferioridade em relação a Europa e América anglo-saxônica. Tudo isso se não foi criado pelo menos foi muito potencializado com a proclamação da republica em Novembro de 1889 levada a cabo por militares fortemente influenciados pelas idéias revolucionarias do movimento positivista de Augusto Conte, que iniciaram a destruição da identidade brasileira a saber como criação de Portugal a partir da mestiçagem de portugueses, africanos e índios, sempre valendo-se de falácias e teorias estúpidas do tipo: o brasileiro seria um povo ruim devido às  suas origens étnicas. Tais teorias (falsas) criaram grandes deformidades ao imaginário do brasileiro, o que facilitou muito anos mais tarde as ações dos marxistas em seu projeto de poder, que passaram a usar a chamada “questão racial” para dividir a população brasileira dentro da estratégia do dividir para governar e criar parte da “classe dos oprimidos” que iria apóia-la.

É muito comum encontrar no Brasil indivíduos que exteriorizando complexos de inferioridade a muito adquiridos, negam tudo que o liga a brasilidade; sim, o brasileiro em geral tem vergonha de ser brasileiro consequentemente de se assumir como sendo de origem maciçamente portuguesa e mestiça, procurando sempre que possível se colocarem como sendo indivíduos de origens puramente européias (não lusitanas é claro) geralmente italiana, alemã, francesa e etc, sempre procurando se distanciar o máximo possível de suas origens hibridas, não que não existam pessoas de origem puramente européia,africana entre outras no país evidentemente elas existem embora sejam uma minoria o que também não as torna de modo algum menos importante como indivíduos, e mesmo estes carregam na alma e na cultura traços da mestiçagem e do hibridismo cultural brasileiro, nos últimos anos os partidos e organizações esquerdistas e globalistas declararam guerra a identidade nacional brasileira e consequentemente a seu principal pilar a mestiçagem, falsificações históricas, guerra de propaganda tudo afim de negar, ridicularizar e eliminar de vez o conceito de mestiçagem no Brasil e sobretudo no imaginário do brasileiro, mestiços estão sendo coagidos a negar sua identidade mestiça e adotar rótulos raciais puristas de acordo com critérios racialistas do estado esquerdista/globalista mestiços que se assumem mestiços estão sendo injustamente acusados de serem racistas e de estarem negando uma suposta “raça negra” ou “negritude” isso principalmente no caso dos mulatos, hoje as palavras mulato, mestiço, cafuzo, mameluco ou são consideradas criminosas ou são desconhecidas o brasileiro tem sido levado a crer erroneamente que existem apenas duas raças/etnias e que portanto quem não é branco só pode ser “negro”/preto, nada mais falso criminoso e anti-brasileiro, o Brasil é um país mestiço no corpo e na alma quer alguns gostem disso ou não e contra fatos não há argumento um rápido olhar sobre as pessoas nas ruas em qualquer parte do Brasil pode provar isto.

O Brasil precisa antes de ter qualquer pretensão ou mesmo antes de pensar em ser potencia mundial, redescobrir-se é passar a limpo sua historia e assumir-se como aquilo que realmente é um gigante mestiço, uma autentica criação portuguesa a partir da fusão de portugueses,africanos e índios, pois esta é base da formação do brasileiro, e este povo precisa se lembrar quê as pessoas não são unicamente negras ou brancas existem muitas etnias e muitos tipos humanos que não podem e não devem ser exterminados em campos de extermínio sejam eles campos de concentração ou desconstrução de identidade e guerra cultural como querem esquerdistas e globalistas, a mestiçagem é uma realidade inegável neste país terra de brancos, pretos, mulatos, cafuzos, mamelucos, índios, amarelos e tantos outros e somos todos brasileiros unicamente brasileiros, os livros de historia precisam voltar a ensinar que brasileiros não são apenas brancos e negros mas quê: filhos de brancos e pretos são mulatos, filhos de índios e brancos são mamelucos/caboclos,filhos de pretos e índios são cafuzos e estes são apenas alguns exemplos da intensa mestiçagem que aqui impera.

Mestiço é mestiço e ponto final, tenha ele a aparência ou tom de pele ou tipo de cabelos que tiverem, é preciso tomar uma posição contra o capcioso senso nacional que operando em nome do projeto de poder esquerdista/globalista no seu intento de dividir o país e aumentar quantitativa por razões táticas a população negra preta, transforma na contagem final os pardos/mestiços em negros artificialmente,assim sendo num só golpe o establishment esquerdista/globalista que domina o Brasil apaga a identidade mestiça de cada individuo e da nação brasileira e ainda dividi o país inteiro em unicamente 2 grupos étnico/raciais negros e brancos, o povo em sua imensa maioria pra variar desconhece por completo esta maquiavélica estratégia que já deformou muito a mentalidade do brasileiro, hoje temos apenas uma certeza se esta maquina de racialização e destruição cultural não for destruída agora e seus efeitos revertidos o Brasil irá arder em chamas.

Ronaldo de Souza Jr.

Posted in Artigos.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam