Skip to content


Por que um mestiço não deve votar no Haddad

Nesta eleição presidencial de 2018 um mestiço pode ficar em dúvida em quem votar, mas algumas candidaturas não são difíceis de descartar; os candidato do PT e PCdoB, Fernando Haddad e Manuela D’Ávila, estão entre essas.

Toda, toda a política do Partido dos Trabalhadores e do Partido Comunista do Brasil é contra mestiços. Para o PT (e tudo o que se afirma abaixo também se aplica ao PCdoB) mestiços simplesmente não existem enquanto identidade própria, povo, etnia ou racial. Só existem brancos, negros, índios e amarelos. Ou seja, para você, mestiço, não haverá qualquer política, qualquer direito, pois para o PT você simplesmente não existe.

Toda, toda política do PT é contra mistura de raças e etnias. Para o PT ser de raça é superior a ser mestiço: ser índio é superior a ser mestiço, ser negro é superior a ser mestiço, ser branco é superior a ser mestiço. Para tentar impedir mestiçagem, o PT realizou a criação de centenas de indiostões (“terras indígenas” exclusivas), neoquilombos e até apresentou um Projeto de Lei visando a criar “territórios brancos” para preservar “identidade racial”.

O PT realizou limpeza étnica de milhares de famílias mestiças durante os governos Lula (um mulato que se identifica como branco) e Dilma, lançando populações muito pobres na completa miséria e desamparo.

O PT criou cotas raciais para estimular mestiços a se identificarem como negros. Para ser aceito nas cotas, o mestiço deve trocar sua identidade mestiça e se dizer negro. Mesmo assim, muitos pardos têm sido excluídos das cotas, mesmo submetendo-se à exigência.

O PT, não satisfeito em humilhar os pardos com a exigência de que reneguem sua identidade mestiça para concorrerem às cotas raciais, criou projeto de lei visando a punir aqueles que não forem aceitos como negros.

O PT é um partido supremacista branco. Apesar de seu discurso de defensor das minorias, que é útil para camuflar seus objetivos, o PT nunca, repetimos, nunca lançou candidatos que não fossem brancos à presidência do Brasil. Sua ideologia racial é a mesma de organizações supremacistas brancas como a Ku Klux Klan: mestiços não existem – ou se é branco, ou se é negro.

Em resumo, mestiço que respeita sua identidade mestiça, que não está disposto a trocar sua identidade mestiça por cotas raciais nem renegar seus pais e avós, deve não só não votar no Haddad e Manuela, mas não votar em qualquer candidato do PT e deve também fazer campanha contra.

 

Posted in Mestiçofobia | Desmestiçagem, Petismo, Português.


One Response

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Anônimo says

    Que conversa de maluco! Votem no Bolsonaro entao!



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam