Skip to content


Mestiços fazem manifestação contra ‘limpeza étnica’ em frente da sede do MPF, em Manaus

A tentativa de limpeza étnica contra os mestiços do município do Careiro da Várzea gerou uma manifestaçãio em Manaus, nesta terça-feira (25) pela manhã, em frente à sede do Ministério Público Federal (MPF), no bairro do Aleixo.

Mestiços do Careiro da Várzea, Autazes, Iranduba e Manaus protestaram contra a tentativa do Governo Federal/Funai, do MPF e de ONGs indigenistas de ampliarem indiostões (“terras indígenas”) em territórios dos mestiços já reconhecidos por leis municipais.

O protesto foi desencadeado pela expulsão do mestiço Alan Galdino de um terreno localizado no Careiro da Várzea, em uma área onde os indigenistas pretendem criar o indiostão Ponciano, que atingiria também o território mestiço de Autazes.

A presidente do Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro (Nação Mestiça), Helda Castro, destacou que os mestiços são nativos e que o território já foi reconhecido por lei.

O secretário-geral da associação mestiça, Leão Alves, denunciou como racista tentar criar territórios exclusivos para índios para evitar a mestiçagem.

Depois de protestarem frente ao MPF, os manifestantes atravessaram a rua e se dirigiram para a frente do prédio da Justiça Federal, onde o caso do mestiço está sendo julgado, e continuaram a denunciar discriminações contra os mestiços, aguardando uma audiência com a juíza Jaíza Fraxe, que está com a ação.

De Portal do Zacarias, 25/09/2018.

Posted in Português.

Tagged with .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam