Skip to content


Brancos indigenistas rotulam mestiços como brancos, por quê?

Mestiços de São Felix do Xingu, no PA, há mais de seis anos estão sob a ameaça de sofrerem limpeza étnica, mas resistem. Eles descendem dos índios originais, mas são rotulados como brancos pela propaganda indigenista.

O site  russo Sputnik, em sua edição para o Brasil, é enfático, o povo mestiço, descendente dos índios originais do país e que vive numa terra onde os indigenistas criaram mais um bantustão, na verdade seria branco e invasor:

“Em pleno coração da Amazônia, em São Félix do Xingu, no Pará, se desenrola um drama que está fora dos holofotes da mídia: o governo tenta há seis anos, sem sucesso, retirar invasores que ocupam 80% da Terra Indígena Apyterewa, gerando conflitos entre brancos e índios.”

Rotular mestiços como brancos é uma prática usual entre indigenistas que visa a apresentar o povo mestiço como invasor para expulsá-lo dos bantustões criados pelos próprios indigenistas, estes sim em sua maioria brancos. Dentre os brancos indigenistas há missionários, antropólogos, ambientalistas, jornalistas e políticos, muitos deles pertencentes ou financiados por ONGs e governos da União Européia e EUA, em sua maioria administrados por brancos.

O motivo disso: os indigenistas são contra mistura racial e étnica e mestiçagem.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam