Skip to content


PEC do PT facilita subornar senadores e deputados federais e elitiza eleição

A ex-presidente cassada Dilma Rousseff e o então senador Jorge Viana (PT-AC).

Proposta de Emenda à Constituição (PEC) de autoria do Partido dos Trabalhadores (PT) reduz o número de senadores e deputados federais; facilita a “compra” de votos, aumentando o poder de corrupção estrangeira e interna sobre o Congresso Nacional; e dificulta a eleição de candidatos com menor renda. O PT também defende eleições em lista fechada, ou seja, que os partidos, e não os eleitores, ditem quem deve ser eleito, o que aumenta o poder dos líderes e “donos” dos partidos.

O PT apresentou a PEC 106/2015 a qual visa reduzir o número de deputados federais de 513 para 385:

“O número total de Deputados, que não poderá ser superior a 385 (trezentos e oitenta e cinco), bem como a representação por Estado e pelo Distrito Federal, será estabelecido por lei complementar, proporcionalmente à população, procedendo-se aos ajustes necessários, no ano anterior às eleições, para que nenhuma daquelas unidades da Federação tenha menos de 6 (seis) ou mais de 53 (cinquenta e três) Deputados.”

O PT também pretende reduzir o número de senadores de 81 para 54.

A PEC foi apresentada em 2015 pelo então senador branco Jorge Viana (PT-AC). O Senado está realizando uma consulta pública por meio da Internet.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam