Skip to content


Coisa de petista: governo Lula tentou anular o “Dia do Mestiço”

Durante seu governo, o ex-presidente Lula promoveu a imposição da identidade negra ao Povo Mestiço.

Em dezembro de 2010, no apagar das luzes do governo Lula, a Secretaria de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR) encaminhou ao Procurador Geral da República e ao Procurador Chefe da República no Amazonas, solicitando providências, um processo do órgão (cópia) visando a anular duas leis a favor do Povo Mestiço. Criada pelo ex-presidente, a SEPPIR objetiva implantar a política negrista do Partido dos Trabalhadores (PT) que é fundamentada na eliminação étnica do Povo Mestiço.

No processo consta uma carta de fevereiro de 2007 – início do segundo mandato do ex-presidente Lula – para o Ministério Público Federal e assinada por representantes de três entidades de movimentos negros, de uma federação de candomblé e umbanda e de uma associação índia. Através de malabarismos retóricos, defendem na carta a instauração de uma ação direta de inconstitucionalidade (ADIn) contra as leis que instituíram do Dia do Mestiço em Manaus e no Estado do Amazonas e reconhecem o mestiço como um grupo étnico e racial. ADIns são instrumentos jurídicos que são julgadas pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Posted in Mestiçofobia | Desmestiçagem, Português, Pretismo | Negrismo | Transnegrismo.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam