Skip to content


Por que as mulheres não podiam votar

Emmeline Pankhurst.

Antigamente, apenas pessoas alfabetizadas, donos de terras ou com renda alta podiam votar. Como a maioria das pessoas não eram alfabetizadas e tampouco tinham alta renda, o voto era algo para poucos membros da sociedade.

Porém, houve uma época em que mulheres, em específico, em diversos países, não tinham a permissão para votar, enquanto os homens tinham.

Por que?

Bem, as feministas tem nos contado que é por causa do “patriarcado”. Que os homens se colocavam como superiores e oprimiam as mulheres. E só.

Essa que é a versão que seu professor te contou na escola. Essa é a versão que a mídia nos passa. Essa é a versão que o governo defende. Essa é a versão dominante. A versão feminista. A versão que não reflete a realidade.

Há algo que toda essa gente têm escondido de você. Por má-fé, por ideologia, ou simplesmente por falta de conhecimento.

Antigamente, mulheres não votavam por um simples motivo. Qual era ele? Igualdade. Aqueles que lutavam pela igualdade entre os generos na época afirmavam algo assim: “As mulheres podem sim ter os direitos que os homens possuem. DESDE que elas assumam os mesmos deveres que os homens assumem.”

Soa justo, e como uma verdadeira igualdade, não? Óbvio que sim. Essa é, de fato, a verdadeira igualdade. Antigamente isso era levado a sério. Direitos iguais? Tudo bem! Deveres iguais então.

Pois bem, as mulheres não tinham o direito de votar porque elas não tinham o dever de ir para a guerra. Não precisavam passar pelo alistamento militar obrigatório. E essa é uma parte da história que feministas escondem de você.

Boa parte das mulheres eram CONTRA o voto feminino, com medo que isso lhes trouxesse a obrigação de ir para as guerras.

Porém, com o tempo, foi concedido às mulheres o direito ao voto sem o dever militar. Ou seja, as mulheres obtiveram um PRIVILÉGIO em relação aos homens.

Até hoje os homens não alcançaram esta igualdade com as mulheres. Para ter o direito ao voto em nosso país, por exemplo, o homem maior de 18 anos deve apresentar o certificado do alistamento militar obrigatório para obter seu título de eleitor. Se o homem quer votar, precisa cumprir seu dever e estar preparado para dar sua vida em uma eventual guerra para proteger seu país. As mulheres não têm esse dever.

E as feministas de antigamente sabiam muito bem dessa relação entre dever militar e direito ao voto. E essa é a segunda parte da história que as atuais feministas escondem de você.

As feministas EXIGIAM que os homens fossem para as guerras e ficassem lá ATÉ A MORTE. Elas alegavam que esse era o mínimo que eles, como homens, tinham que fazer, já que os homens tinham o direito ao voto que elas, mulheres, não tinham. Nem os meninos de 10, 11 ou 12 anos que iam para a guerra elas poupavam.

No Reino Unido, feministas como Emily Pankhurst entregavam plumas brancas como símbolo de COVARDIA para homens mutilados e meninos que voltavam das guerras. Ao entregar as plumas, elas diziam para eles que eram covardes por não terem ficado até a morte.

Já outras sufragistas tentavam demonstrar que elas também poderiam participar de atividades militares. Um exemplo disso foi a fundadora do Partido Republicano Feminino aqui no Brasil. Leolinda de Figueiredo Daltro, a fundadora, em 1917, antes mesmo do direito ao voto ter ocorrido, fazia TREINAMENTO MILITAR em plena praça pública com mulheres.

Por que ela fazia isso? Porque ela sabia da relação entre o voto e o dever militar. Ela realmente desejava o direito ao voto e queria demonstrar que as mulheres também poderiam ir para guerras. Mas as mulheres em geral desejavam evitar esta segunda parte.

Como foi resolvida toda essa questão?

No fim, os homens decidiram presentear e ceder o direito ao voto para as mulheres sem o dever militar. Foi dado às mulheres uma posição que os próprios homens, até hoje, não possuem.

Essa é a história que as feministas decidiram esconder de você.

De Resistência Anti-Marxista Feminista.

Os textos postados assinados por seus autores ou reproduzidos de outros sites e os conteúdos de links externos são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça.

Posted in Português.


20 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Anônimo says

    MDSSSS o cara que escreveu isso ta muito na droga, como assim privilégio cara

  2. FEMINISTA says

    KKKKKKK certamente um barrigudo cheio de problemas psicológicos sem jeito com mulheres

    • Pensador TK says

      Sua visão preconceituosa sobre quem discorda de vc não desprova nada do que ele disse, só mostra que vc é uma pessoa de mentalidade questionável que comete falácia genética.

      Por exemplo, o fato de um cara ter “problemas psicológicos” (o que é outra mentalidade ridícula sua, pois problemas psicológicos não são privilégios de desequilibrados, toda pessoa tem algum problema psicológico pois todos são expostos a estresse, trauma e desilusões) não significa NADA no campo das idéias. E muito menos o fato de ele não ter jeito com mulheres.

      • RAFAEL says

        Eu ia responder ela , mas você respondeu por todos !

  3. Ana says

    É aquilo né, é mais fácil pros homens reclamarem do feminismo do que lutar para acabar com o alistamento militar obrigatório 😉

  4. says

    Nossa irmão que post lixo

  5. Anônimo says

    FONTE: ARIAL 12

  6. Anônimo says

    KKKKKKKKKKKKKKK

  7. Anônimo says

    Um livro bom para derrubar o mito da opressão contra as mulheres é Sexo Privilegiado de Martin van Creveld . Tem um link do pdf dele
    http://politicaedireito.org/br/wp-content/uploads/2017/02/Martin-Van-Creveld-Sexo-privilegiado-O-fim-do-mito-da-fragilidade-feminina.pdf

  8. Zuleika says

    Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk ki boxxxta!

  9. Gabriela says

    Fácil escrever algo, sem nenhuma fonte né? Tirou esse texto da privada, ou da sua cabeça? De qualquer forma da no mesmo. Estupido.

  10. Irineu says

    MACHISTA, OPRESSOR!!!!!!!

  11. Anônimo says

    Achei justo, retrata a realidade que ocorre ate hoje…
    Parando para refletir, algumas, e ate maioria da parte do texto e parágrafos estão certas, ate um certo ponto….
    É um bom texto…
    Parabéns a quem escreveu….

  12. Maria says

    nossa que tristeza essa texto. Se vc ainda não aprendeu, textos que tratam de fatos históricos devem ser IMPARCIAIS
    o fato de vc falar umas 100 vezes “isso é oq as feministas esconde de vcs” já demonstra um sensacionalismo completamente impróprio
    no momento que abri o site fiquei encantada com a proposta, mas deixam a desejar com os artigos hein!

    • Anna says

      Que ridículo isso!!! “Os homens presentearam as mulheres com algo que é um direito???” Ora tem muito testemunha de Jeová homem que não vai ao exército, em contraponto para votar cumprem outras obrigações legais, eles tammbém foram presenteados???? Me poupe texto pseudointelectual totalmente machista wtf

      • Cristiano MGTOW says

        Ridículo Anna são as mulheres terem direito ao voto sem os deveres,vocês simplesmente receberam esse beneficio sem se quer passar pelos tramites do alistamento ou o serviço obrigatório militar,eu acho errado toda e qualquer mulher ter o direito ao voto só por ser mulher,quem está sempre na linha de frente é o homem,por isso a esquerda durante 12 anos fodeu com a economia do Brasil,colocaram 2 bandidos e um deles foi uma mulher que sofreu Impeachment.

        • Victória Silva says

          A mulher deve ter direito a voto não por ser mulher, mas por ser simplesmente um SER HUMANO, detentor de direitos! Assim como qualquer um!
          O homem esta na linha de frente? Qualquer homem, para nascer, necessita do corpo de uma mulher, a qual a mesma fica durante 9 meses gerando ele em seu ventre, depois sofre com dores de parto, e você, CARO HOMEM SÁBIO E TOTALMENTE ENTENDIDO DO QUE FALA, vem dizer um equívoco desse?
          Homens e mulheres são distintos sim! Cada um possui características divergentes e importantes na sociedade, mas em nenhum momento, um deve querer ser superior que o outro!
          O artigo da nossa Constituição diz que “TODOS SÃO IGUAIS PERANTE A LEI, SEM DISTINÇÃO DE QUALQUER NATUREZA…”

          Meu conselho para você, vai estudar, e pare de falar absurdos na internet, o mundo agradece!

  13. Borboleta says

    Que estória sem pé nem cabeça.

    • Raul says

      Pelo contrário, é bem lógico.

  14. Júlio says

    Sem nenhuma fonte não rola, né, fera?



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam