Skip to content


Por trás de “causas nobres e belas nomenclaturas”, Brasil sob perspectiva obscura – Ronaldo de Souza Jr.

Brasil, país continental com imensas e inimagináveis reservas de riquezas naturais, culturais e humanas; nação herdeira legítima do legado da civilização latina, do Império Romano aos reinos ibéricos de Portugal e Espanha. Sendo, portanto, herdeiro de séculos de cultura e tradição enriquecidos com o encontro e fusão em terras do Novo Mundo, com povos indígenas, africanos e vários outros povos do planeta, gerando assim um povo novo forte, mestiço, versátil, inteligente e tradicionalista, sendo o maior e mais populoso país do mundo falante da língua portuguesa e um dos maiores expoentes da cultura ocidental.

Pois bem estamos em pleno século 21 e devido a diversos motivos tais como defeitos e desvios inerentes a falhas de nossa própria cultura, crises políticas,econômicas e agendas obscuras internas é externas,entre outros motivos.Este vasto país que nascera com claras e visíveis vocações imperiais tamanha sua riqueza e tendências naturais,perdera-se no meio do caminho e desde de sua independência e principalmente e sobretudo após a proclamação da republica viu-se lançado numa profunda descaracterização e de tempos em tempos jogado na total instabilidade e crises de todos os tipos ,neste contexto as ameaças e erros constantes se proliferam agravando cada vez mais os problemas nacionais,não podemos negar também o fato de que fomos vitimas da ação direta de diversos agentes externos bem como de suas agendas ocultas que uma vez aqui presentes,ganharam contornos e peculiaridades adaptando-se a realidade nacional para nossa destruição é precisamente sobre isso que passarei há tratar nas próximas linhas onde tentarei expor o fato de que somos vitimas de cavalos de Tróia e de diversos outros ataques inimigos devastadores vindos porém em belas embalagens e com nomes bonitos,cito como exemplo disso “os movimentos sociais” voltados para proteção de supostas minorias tais como os criminosos movimentos indigenista,negro ou “afrocentrista”, feminista, LGBT, programas de “direitos humanos”, desarmamentismo, separatismo e outras armadilhas sempre apresentados ao público desavisado com belas nomenclaturas e sob alegação de estarem a serviço de grandes causas.

Muitos ainda acreditam que os ditos “movimentos sociais” tais como os movimentos: negro, LGBT, feminista, partidos de esquerda (todos sem nenhuma exceção), ONGs diversas e coisas do tipo têm alguma ligação com a defesa da liberdade e da democracia; nada mais falso e mentiroso.

Podemos observar como os conglomerados de ONGs, fundações “beneficentes” estrangeiras isentas de impostos sendo todas elas ligadas ao projeto da nova ordem mundial,estão através do fomento do indigenismo instrumentalizando os índios principalmente nas regiões Norte e Centro-Oeste, doutrinando ideologicamente,treinando e armando indígenas e supostos indígenas para invadir propriedades privadas matar estuprar e expulsar moradores considerados não índios sejam eles mestiços brancos, pretos ou quem quer que seja, que por sinal ali já estão a varias gerações, estas mesmas organizações obscuras disseminam de forma dissimulada entre os próprios índios o alcoolismo, as drogas, fomentam a pedofilia e a prostituição, além de corromperem os indígenas com o poder financeiro, principalmente lideranças locais, tudo dentro da estratégia de manter o controle sobre os mesmos, digo mais os idealizadores e financiadores de projetos criminosos de demarcações de territórios indígenas bem como de outros projetos que visam retalhar o território nacional inteiro criando territórios autônomos étnicos transformando o Brasil numa colcha de retalhos. Não tem nenhuma ligação com direitos humanos nem com democracia, muito menos com o tão propalado direito de autodeterminação dos povos tudo isso e fomentado aqui para criar territórios sob controle internacional para satisfazer os objetivos políticos e econômicos da elite global, sendo muito bem financiados por indivíduos e organizações covardes que raramente mostram a verdadeira cara, estas tramas nascem nos bastidores das reuniões do clube Bilderberg, CFR e nos escritórios de ONGs sediadas principalmente nos EUA e Europa, entre estas organizações se destacam: WWF, Greenpeace, ISA, CASA, Survival, Cafad, Open Society, fundações Ford, Mc Arthur, Rockfeller, Kellog e afins, além de contarem em terras tupiniquins com uma vasta rede de ativistas sejam: jornalistas,”religiosos”, empresários e todo tipo de agitadores e propagandistas profissionais incluindo muitos arrivistas (muitos deles sem ter se quer noção do que de fato estão fazendo) dispostos a ganhar dinheiro e fazer carreira as custas da destruição do Brasil.

E de suma importância salientar aqui que todas estas ONGs e fundações operam no Brasil e no mundo de forma bem similar, primeiro financiando intelectuais, artistas e formadores de opinião diversos infiltrando os mesmos na academia, mídia, igrejas e consequentemente em todas as áreas da vida social da nação forçando assim a aceitação e adoção por parte da sociedade de conceitos e ideologias auto destrutivas e de uma “nova forma de viver e pensar” de acordo com a agenda das referidas ONGs, fundações e da própria ONU foi assim que chegamos a absurdos como “consciência racial” desmestiçagem, demarcações de terras indígenas,sexismo e desarmamentismo.

O Mesmo vem ocorrendo com o processo de racialização de uma forma geral no país, para isto esta em ação uma falsa ciência, falsos serviços de informação e pesquisas, falsas estatísticas e falsos debates públicos sobre racismo (não estou dizendo que não exista racismo na sociedade é claro que sempre vão existir as “pessoas doentes” só afirmo que as coisas não são da forma como temos visto na mídia), os inimigos da pátria também utilizam-se da constante desconstrução da mestiçagem nacional bem como do conceito de mestiço e consequentemente da identidade brasileira.cada vez mais brasileiros mestiços e mesmo os não mestiços são levados pelos ventos da mentira e da falsa intelectualidade além de pressão estatal a estupidamente se declararem pretos ou brancos mesmo sem o serem ou rotulam outras pessoas exclusivamente como pretas ou brancas (como se existissem apenas pretos e brancos) mesmo quando as mesmas são mestiças e isso se deve a negação da brasilidade que é imposta cada vez mais no território brasileiro para nos descaracterizar culturalmente sendo na maioria das vezes de forma muito bem disfarçada ou através da adoção compulsória de conceitos alienígenas/estrangeiros que nada tem a ver com a formação étnica e cultural do brasileiro tudo isso induzido tanto pela elite globalista,e também pela própria estratégia gramscista na sua versão nacional, tudo para desintegração nacional pois nossos inimigos tanto internos como os externos sabem muito bem que um povo sem identidade nunca será nada nem ninguém,e portanto fáceis de dominar e destruir.

Atualmente é possível rastrear a atividade doentia de agentes globalistas (Dos três esquemas) por trás de quase todas as bandeiras “nobres e bem intencionadas” que são erguidas aqui e ali a todo momento vide; ideologia de gênero, aborto, sexo livre, liberação de drogas, casamento gay, destruição do conceito de família tradicional, políticas anti-religião, indigenismo, cotas raciais e todo tipo de tolice racialista além de ambientalismo, e em alguns locais também do fomento do separatismo e de bobagens do tipo. Enfim, se o Brasil ainda tem pretensões de se levantar como nação e elevar-se a posição a qual nasceu vocacionado a ela, receio que teremos muito trabalho e muitas batalhas de todos os tipos adiante de nós, o mais impressionante de tudo e que embora tudo que fora comentado aqui de forma resumida esteja amplamente documentado existindo de fato fontes primarias que provam todas as afirmações feitas por mim neste texto e estando as mesmas relativamente de fácil acesso, muitos negam a veracidade dos fatos e ignoram os grandes problemas que ameaçam desintegrar o Brasil tudo que eu disse até aqui tem por finalidade expor a existência de inimigos internos e externos que a muito trabalham em parceria para destruir a nação, no que eles tem tido muito êxito.

Para terminar afirmo e reafirmo que por trás de cada invasão de terras promovidas seja pelo MST ou movimentos indigenistas e também por trás da racialização e fabricação de conflitos e leis raciais bi-racialização, projetos separatistas e de criação de territórios étnicos,saiba que ali se faz presente a mão e o financiamento bilionário de homens, corporações, organizações, ONGs, fundações nacionais e internacionais cujo histórico de atuação e os interesses mostram que os mesmos sempre estiveram ligados as maiores tragédias ocorridas em todo globo terrestre, sim é isso mesmo quem tem financiado todos estes projetos que muitos acreditam estar do lado da liberdade e da democracia foram os mesmos a financiar e que financiaram bestialidades como: o nazismo, eugenia, conflitos e guerras raciais fratricidas em todo o mundo e em especial na áfrica além do narcotráfico, guerrilhas, ditaduras sangrentas, abortismo, destruição da família tradicional entre outras ações destrutivas cuja a lista e interminável, uma pesquisa mesmo superficial mostrará que nem todos que se dizem democratas e defensores da liberdade com todo seu charme e sofisticação são de fato quem dizem ser, já dizia o ditado nem tudo que reluz e ouro.

Ronaldo de Souza Jr.

Os vídeos e os textos postados assinados por seus autores e os noticiosos e de outros sites lincados são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça. É autorizada a reprodução e publicação de textos deste site desde que citada a fonte.

Posted in Artigos.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam