Skip to content


Dilma poderá usar método terrorista na ONU

Dilma Rousseff governa o Brasil, mas poderá usar um método comunista recomendado em seu tempo de oposição terrorista. Para a líder branca anti-mestiça, que atualmente enfrenta um processo de impeachment, interessa passar à opinião pública internacional estar sendo vítima de golpe. Carlos Marighella, no capítulo Guerra de Nervos de seu livro Manual do Guerrilheiro Urbano, prescreve para seus companheiros vermelhos:

“Os melhores métodos usados pela guerrilha urbana na guerra de nervos são os seguintes: (…) apresentando denúncias a embaixadas estrangeiras, às Nações Unidas, a anunciatura do papa, e as comissões internacionais judiciais defensoras dos direitos humanos ou da liberdade de imprensa, expondo cada violação concreta e o uso de violência pela ditadura militar e fazendo conhecer que a guerra revolucionária irá continuar seu curso com perigos sérios para os inimigos da população.”

Dilma foi militante da organização terrorista Vanguarda Revolucionária Palmares (VAR Palmares). Carlos Marighella, do Partido Comunista do Brasil e da Aliança Libertadora Nacional (ALN), foi morto em 1969.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam