Skip to content


Movimentos negros colombianos recusam mestiços como representantes

A eleição na Colômbia de dois candidatos mestiços, um homem e uma mulher, como representantes de comunidades identificadas como negras causou indignação entre lideranças dos movimentos negros locais. De acordo com o jornal Semana, “esta minoria não se sente representada pelos dois candidatos eleitos para a Câmara dos Representantes derivados da circunscrição de comunidades negras”.

Segundo a eleita, ela merece representar os negros por conhecer os seus problemas, enquanto o outro eleito afirma que durante sua campanha procurou a eqüidade sem se importar com a raça.

Para um representante de uma das organizações dos movimentos negros, porém, os dois eleitos só se candidataram à circunscrição especial porque não teriam recebido o aval de outros partidos.

O direito da eleita se candidatar já havia sido contestado antes, mas o órgão eleitoral aceitara a candidatura por que esta teria “se reconhecido como integrante da comunidade negra”, afirma o jornal colombiano.

Com informações de A Semana, 10/03/2014.

Posted in Português.