Skip to content


Ex-director de jornal condenado à prisão perpétua

INF_NOTA37589_1114

Kigali – O antigo director do jornal rwandês Kamarampaka, Bernard Hategekimana, foi condenado no fim de semana à prisão perpétua pela instância das jurisdições populares “Gacaca” devido ao seu papel no genocídio de 1994 no Rwanda, constatou a PANA no local.

Ex-proprietário e director de um jornal julgado próximo da ala extremista Hutu alguns meses antes do genocídio de 1994, foi acusado domingo de ter publicado textos que incitam os hutus a matar os Tutsis.

A sentença foi pronunciada pela instância Gacaca do sector Nyakabanda, da cidade de Kigali, a capital rwandesa.

Rejeitando as acusações contra si formuladas, Hategekimana deplorou entretanto “os prejuízos” causados pelos seus artigos nos “momentos difíceis” na época no Rwanda.

Os tribunais populares rwandeses Gacaca, inspirados nas antigas assembleias em que os sábios da aldeia resolviam diferendos sentados na relva (“Gacaca, em língua nacional Kinyarwanda), estão entre a justiça tradicional e a justiça convencional.

De Angola Press.

 

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam