Skip to content


Antropóloga diz que mestiços gaúchos foram gerados por estupro

Para a professora de antropologia e pesquisadora da UFRGS Maria Eunice de Souza Maciel não há unidade quando o assunto é a origem do gaúcho.
“Nós tínhamos desertores dos exércitos espanhol ou português. Nós tínhamos índios dispersos das missões e mestiços, resultado do estupro das índias missioneiras. Então, não há uma unidade, um tipo humano que se possa dizer gaúcho”

Em vídeo do G1 publicado hoje (20), a professora de antropologia e pesquisadora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Maria Eunice de Souza Maciel, disse que os mestiços que deram origem ao gaúcho foram resultado de estupro,

“Nós tínhamos desertores dos exércitos espanhol ou português. Nós tínhamos índios dispersos das missões e mestiços, resultado do estupro das índias missioneiras. Então, não há uma unidade, um tipo humano que se possa dizer gaúcho”.

“A antropóloga cita portugueses, espanhóis, índios e mestiços como originadores do povo gaúcho, mas associou estupro só e especificamente a mestiços. Este tipo de afirmação é preconceituosa em vários aspectos: é preconceituosa a ideia de que todo mestiço seja produto de estupro, que nas relações entre brancos e índias estupro tenha sido regra e não exceção e que relações entre brancos e índias tenham sido mais violentas do que relações entre brancos e brancas ou entre índios e índias”, afirma Leão Alves, coordenador do Fórum Nacional do Mestiço.

Posted in Português.


2 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Leão says

    O objetivo, Abiel, é desmoralizar a mestiçagem, desumanizar os mestiços. A mensagem é: é mais digno ser português, ser espanhol, ser índio do que ser mestiço. Encontrei na lista de filiados do Partido dos Trabalhadores do RS pessoa com o nome dessa antropóloga.

  2. abiel says

    è simplesmente ridículo o que essa corja de antropólogo faze com o povo brasileiro



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam