Skip to content


Morre nazista criador da ‘Colônia Dignidade’ no Chile

O cabo nazista Paul Schäefer, fundador da Colônia Dignidade, um enclave de alemães no Chile, morreu hoje na prisão, aos 88 anos, em razão de uma doença cardíaca, no hospital carcerário em Santiago, onde cumpria pena. Na Colônia Dignidade ocorreram vários abusos sexuais contra crianças.

A saúde de Schäefer se agravou nas últimas horas e seu falecimento ocorreu às 7 horas deste sábado no horário local (8 horas em Brasília), conforme informou a Gendarmaria (Serviço de Prisões).

Em conjunto com um grupo de colonos alemães, Schäefer fundou, em 1961, a Colônia Dignidade na região de Maule, no sul do Chile. A proposta era ser uma sociedade benfeitora que teria o intuito de trabalhar com crianças desprotegidas. Mas após a revelação de crimes cometidos no local, ele fugiu do país. Seu paradeiro ficou desconhecido entre 1997 e começo de 2005, quando foi preso pela polícia argentina e expulso para o Chile, onde foi condenado por diversos delitos contra menores no enclave.

O líder do enclave alemão foi condenado a sete anos de prisão por homicídio qualificado; a três anos por infração à lei de controle de armas; a três anos e um dia por tortura e a 20 anos por abusos sexuais contra menores que viviam na Colônia.

Presos políticos

A Colônia também esteve vinculada à ditadura do falecido general Augusto Pinochet (1973-1990) e a Comissão de Verdade chilena, que funcionou durante o período de retorno à democracia, concluiu que as instalações dos colonos serviram como local de reclusão de presos políticos.

“A Comissão também identificou que outras fontes, incluindo no exterior, chegaram a uma conclusão idêntica de que a Colônia Dignidade foi utilizada como centro de detenção de presos políticos”, detalhou o presidente da comissão, o jurista Raúl Rettig, em seu relatório de 1991.

Após ser condenado, Schäefer foi preso em uma penitenciária de segurança máxima, mas suas condições precárias de saúde motivaram sua transferência para o hospital penitenciário, onde faleceu.

Após a saída de Schäefer, a Colônia Dignidade passou a se chamar Villa Baviera, cujos habitantes receberam apoio do governo e tratamento psicológico. Vários colonos voltaram para a Alemanha.

De Estadão.

Moradores da Colônia Dignidade se negam a enterrar fundador no local

Posted in Português.


One Response

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. dasdasd says

    ainda bem q morreu esse desgraçado



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Comments Protected by WP-SpamShield Anti-Spam