Skip to content


A primeira “Pocahontas” viveu entre os vikings há mil anos

O local arqueológico dos vikings no Canadá fica na Terra Nova (DR)

Quando Colombo voltou da América trouxe consigo ameríndios para mostrar aos europeus os humanos que existiam na suposta Índia. Mas há provas que os vikings podem ter feito o mesmo 500 anos antes. Uma equipa de cientistas encontrou em quatro famílias islandesas genes provenientes de uma mulher índia que terá sido levada para a Islândia no ano 1000 d.C..

A descoberta foi publicada na revista Journal of Physical Anthropology.

Uma análise genética a mais de 80 islandeses destas quatro famílias mostrou que o ADN das mitocôndrias pertence a um grupo genético que existe hoje na Ásia e entre os indígenas americanos.

As mitocôndrias são estruturas que temos nas células para produzirmos energia, com material genético próprio, que recebemos pela via materna. Antes, pensava-se que a origem deste material seria asiático, mas os quatro antepassados comuns destas famílias situam-se entre 1710 e 1740 no Sul da Islândia.

“Como a ilha ficou praticamente isolada desde o século X, a hipótese mais coerente é que os genes correspondam a uma mulher ameríndia que foi trazida da América pelos vikings cerca do ano 1000”, explicou Cales Lalueza-Fox citado pelo El País, investigador do Instituto de Biologia Evolutiva da Universidade de Pompeu Fabra, Barcelona. O projecto contou com o trabalho de investigadores da Universidade da Islândia e da empresa farmacêutica Decode Genetics, de Reiquejavique.

Achados arqueológicos mostram que durante o século X os vikings colonizaram a região de Terra Nova, no Canadá. Durante o século XIII textos medievais islandeses descrevem esta conquista. A descoberta genética é mais uma prova desta colonização, e mostra que houve miscigenação entre os índios e os vikings.

De Público.

Os textos postados assinados por seus autores e os noticiosos e de outros sites lincados são de inteira responsabilidade dos mesmos não representando no todo ou em parte posicionamentos do Nação Mestiça.

Posted in Português.

Tagged with , .


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Anti-Spam by WP-SpamShield