Skip to content


Mestiços realizam caminhada contra a criação de territórios só para índios em suas terras

Caminhada precedeu seminário sobre o Povo Mestiço.

Antes do início do X Seminário sobre a Identidade Mestiça, foi realizada caminhada contra a expulsão de mestiços para a criação de territórios exclusivos para índios pela FUNAI. A faixa registra “Não a discriminação ao Povo Mestiço. Não a demarcação de suas terras pela FUNAI”.

Foi realizada nesta terça-feira (19) o X Seminário sobre a Identidade Mestiça, coordenado pela presidente do Nação Mestiça, Helderli Castro de Sá. O evento anual ocorreu das 8 às 12 horas no auditório João Bosco Ramos de Lima da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas. Também esteve presente o vereador Marlos José Nogueira Monteiro, da Câmara Municipal de Barcelos. Antes do início das palestras houve apresentação do cantor Sebastião do Largo.

A mesa de abertura teve a presença de representantes da Prefeitura de Careiro da Várzea; dos presidentes dos Núcleos do Nação Mestiça de Autazes, Alcione Castro, de Careiro da Várzea, Roberto Serrão, e de Iranduba, Laucivânio Ramires; da Câmara Municipal de Manaus, vereador Professor François; da SEMED, SEJUSC e SEDUC.

Foram palestrantes Abiel da Silva Santos, presidente do Núcleo Mestiço da Bahia e da Associação dos Pequenos Agricultores de Ilhéus, Una e Buerarema, que tratou sobre a irregular e violenta criação de “territórios indígenas” para supostos índios no Sul da Bahia; o antropólogo Edward Mantoanelli Luz, mestre em Antropologia pela Universidade de Brasília e autor do site #Segredos da Tribo, que tratou sobre a ação de ONGs e governos estrangeiros na política de divisão étnica e racial no Brasil, especialmente através do indigenismo; e Leão Alves, médico e ex-presidente do Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro (Nação Mestiça), que realizou uma explanação sobre o conceito de mestiço e sobre a legislação que o reconhece e voltada à sua proteção.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Anti-Spam by WP-SpamShield