Skip to content


Estuprador de crianças é aprovado em 1º lugar nas cotas raciais e é exaltado pela “grande” mídia

O detento foi aprovado, este ano, em primeiro lugar nas cotas raciais para o curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Pará (UFPA). O feito foi exaltado pela “grande” mídia até vir a público o motivo da condenação: Pedro Henrique Monteiro Araújo foi condenado por abusar de três crianças e filmar os atos, em 2009.

“Detento é aprovado em 1° lugar no vestibular do Pará através do Sisu“, destacou a Globo, sem citar o crime cometido nem o fato da aprovação ter sido através de cotas raciais criadas pelos governos petistas para estimular pardos identificarem-se como negros e índios.

Segundo o site Ilisp, “localizado o processo penal 00030835720108140401, o qual pode ser consultado no site do Tribunal de Justiça do Pará, descobriu-se que Pedro Henrique Monteiro Araújo ‘estuprou três infantes do sexo masculino de 10 anos, 8 anos e 9 anos, aproveitando-se de sua autoridade como chefe dos escoteiros. Ele aliciava as crianças para com estas praticar atos sexuais, além de produzir vídeos e fotografias e divulgar na internet o material ilícito que realizava com os infantes’. O estuprador foi sentenciado a 54 anos de prisão pelos crimes e cumpriu 4 anos até o momento”.

A página esquerdista Quebrando Tabu comemorou: “Bandido bom é bandido recuperado e passando em primeiro na faculdade”. A página depois lançou uma nota desculpando-se.

Posted in Português.


One Response

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.

  1. Lina de Jesus says

    Deixa ver se entendi: ele filmava as crianças e passou em artes visuais/cinema?



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Anti-Spam by WP-SpamShield