Skip to content


Projeto de 30 senadores esquerdistas que permite estrangeiro votar é aprovado na CCJ

Os senadores Randolfe Rodrigues (REDE-AP) e Aécio Neves (PSDB-MG) são também autores da PEC que concede a estrangeiros o direito de votar nas eleições brasileiras, abolindo a democracia e a soberania nacional.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira (14) projeto que visa a permitir que estrangeiros possam votar e ser votados em eleições municipais no Brasil. A medida, que formalmente abole a soberania e a democracia brasileiras, foi encaminhada para votação pelo plenário da Casa.

A autoria da Proposta de Emenda Constitucional  (PEC 25/2015), é de 30 senadores, dentre eles o comunista Aloysio Nunes (PSDB-SP), autor do projeto da Lei de Migração, e que está atualmente licenciado para ocupar o cargo de ministro das Relações Exteriores do presidente Michel Temer Lulia (PMDB-SP), filho de imigrantes libaneses. A PEC visa estender para todas as nacionalidades um direito que hoje é restrito a brasileiros (nascidos no País ou naturalizados) e aos portugueses.

Também assinaram a autoria da PEC os senadores: Aécio Neves, Ana Amélia, Anibal Diniz, Antonio Carlos Valadares, Armando Monteiro, Blairo Maggi, Casildo Maldaner, Cássio Cunha Lima, Ciro Nogueira, Cristovam Buarque, Cyro Miranda, Eduardo Braga, Eduardo Suplicy, Flexa Ribeiro, Francisco Dornelles, Inácio Arruda, Jarbas Vasconcelos, Jayme Campos, Mário Couto, Paulo Paim, Pedro Simon, Randolfe Rodrigues, Ricardo Ferraço, Roberto Requião, Romero Jucá, Sergio Souza, Vicentinho Alves e Wellington Dias. O Senado é composto por 81 senadores, em sua maioria fabianos, comunistas e de outros grupos de esquerda.

A PEC visa a alterar os arts. 5º, 12 e 14 da Constituição Federal arts. 5º, 12 e 14 da Constituição Federal. O art. 5º merece especial atenção, pois há restrição na própria Constituição para a retirada de direitos contidos no mesmo.

A PEC prevê que o direito a votar e a ser votado é condicionado a acordos de reciprocidade entre Brasil e outras nações.

A PEC faz parte do projeto globalista e visa, entre outros, estimular a imigração de eleitores estrangeiros para os partidos de esquerda e intimidar políticos, que ficarão temerosos em criticar a imigração em massa de estrangeiros por receio de perder votos de imigrantes.

Posted in Português.


0 Responses

Stay in touch with the conversation, subscribe to the RSS feed for comments on this post.



Some HTML is OK

or, reply to this post via trackback.

Anti-Spam by WP-SpamShield