Skip to content


Autoridade da ONU defende “todos os esforços” para reduzir população mundial

Christiana Figueres, a Secretária Executiva do Grupo de Trabalho da Convenção sobre Mudanças Climáticas (United Nations Framework Convention on Climate Change – UNFCC), afirmou que “todos os esforços” devem ser feitos para impedir que a população mundial atinja 9 bilhões de pessoas.
Christiana Figueres é uma diplomata e ambientalista branca da Costa Rica, filha do ex-presidente José Figueres Ferrer, filho de imigrantes espanhóis, e irmã de outro ex-presidente do país; sua mãe, Karen Olsen Beck, norte-americana de origem dinamarquesa, foi parlamentar e embaixadora da Costa Rica.
Segundo Christiana Figueres:
“Uma questão relacionada é a taxa de fertilidade na população.” opinou  Dalton. “Muitas pessoas nos círculos de energia e ambientais não querem chegar perto disso porque isso é carregado politicamente. Não é problema deles.”, acrescentou ele.
“Mas não é verdade que parar o aumento da população seria uma das maiores alavancas e impulsionando o aumento de gases de efeito estufa?”, perguntou Dalton.
“Obviamente, menos pessoas exerceriam menos pressão sobre os recursos naturais”, respondeu Figueres, também observando que as estimativas sugerem que a população da Terra vai subir para nove bilhões até 2050.
Dalton então questionou se esse número poderia de alguma forma ser atrasado ou interrompido.
“Então, nove mil milhões é uma conclusão inevitável? Isso está assim, pronto, não há maneira de mudar isso?”, perguntou ele à Figueres.
“Há uma pressão no sistema para ir em direção à isso; podemos definitivamente mudá-los, certo? Nós podemos definitivamente mudar aqueles números”, disse Figueres em resposta.
“Realmente, devemos fazer todos os esforços para mudar esses números porque já estamos, hoje, excedendo a capacidade de suporte planetário do planeta.” ela também alegou.
“Então, sim, devemos fazer todo o possível. Mas não podemos cair na opinião muito simplista de dizer apenas que reduzir a população nós resolvemos o problema. Não se trata de e/ou, se trata de um e/também.” disse também a funcionária da ONU.
O Climate One  é um auto denominado fórum de assuntos públicos, o qual defende a ação extrema para combater as mudanças climáticas. Ele é uma filial do Commonwealth Club of California com sede em São Francisco, essencialmente um lugar de encontro visitado regularmente por chefes de governo e de negócios corporativos.
Figueres não escapa das declarações polêmicas quando se trata de mudanças climáticas. A funcionária da ONU previamente descreveu o objetivo da UNFCC como “uma completa transformação da estrutura
Leia mais: http://forum.antinovaordemmundial.com/Topico-funcion%C3%A1ria-da-onu-devemos-fazer-todos-os-esfor%C3%A7os-para-despovoar-o-planeta#ixzz3YpVG76hc
Christiana Figueres-Execu-003

A diplomata e ambientalista Christiana Figueres defende "todo o possível" para reduzir a população mundial. Políticas de controle populacional e de "planejamento familiar" atingem especialmente populações mestiças na América Latina.

Christiana Figueres, a Secretária Executiva da Estrutura da Convenção sobre Mudanças Climáticas (United Nations Framework Convention on Climate Change – UNFCC), afirmou que “todos os esforços” devem ser feitos para impedir que a população mundial atinja 9 bilhões de pessoas.

Christiana Figueres é uma diplomata, ambientalista e socialite da Costa Rica. A funcionária da ONU pertence à minoria branca do país. Seu pai, o ex-presidente José Figueres Ferrer, que governou por três mandatos e aboliu o exército, era filho de imigrantes espanhóis. Ela é também irmã de outro ex-presidente costa-riquenho. Sua mãe, Karen Olsen Beck, norte-americana de origem dinamarquesa, foi parlamentar e embaixadora da Costa Rica.

Políticas de controle populacional e de “planejamento familiar” atingem especialmente populações mestiças na América Latina.

Em 2013, Figueres teve uma conversa com  fundador da Climate One,  Greg Dalton, sobre “as taxas de fertilidade na população”, como um colaborador para as mudanças climáticas.

“Uma questão relacionada é a taxa de fertilidade na população”, opinou  Dalton. “Muitas pessoas nos círculos de energia e ambientais não querem chegar perto disso porque isso é carregado politicamente. Não é problema deles”, acrescentou ele.

“Mas não é verdade que parar o aumento da população seria uma das maiores alavancas e impulsionando o aumento de gases de efeito estufa?”, perguntou Dalton.

Christiana Figueres, senador Cristovam Buarque, do PDT (à esquerda) e Alfredo Sirkis, do PSB (à direita), em evento Rio/Clima - The Rio Climate Challenge, ocorrida de 13 a 17 de junho de 2012, durante a Rio + 20. Foto: http://alfredosirkis.blogspot.com.br/

Christiana Figueres, senador Cristovam Buarque, do PDT (à esquerda) e Alfredo Sirkis, do PSB (à direita), no evento Rio/Clima - The Rio Climate Challenge, ocorrido de 13 a 17 de junho de 2012, durante a Rio + 20. Foto: http://alfredosirkis.blogspot.com.br/

“Obviamente, menos pessoas exerceriam menos pressão sobre os recursos naturais”, respondeu Figueres, também observando que as estimativas sugerem que a população da Terra vai subir para nove bilhões até 2050.

Dalton então questionou se esse número poderia de alguma forma ser atrasado ou interrompido.

“Então, nove bilhões é uma conclusão inevitável? Isso está assim, pronto, não há maneira de mudar isso?”, perguntou ele a Figueres.

“Há uma pressão no sistema para ir em direção à isso; podemos definitivamente mudá-los, certo? Nós podemos definitivamente mudar aqueles números”, disse Figueres em resposta.

“Realmente, devemos fazer todos os esforços para mudar esses números porque já estamos, hoje, excedendo a capacidade de suporte planetário do planeta”, ela também alegou.

“Então, sim, devemos fazer todo o possível. Mas não podemos cair na opinião muito simplista de dizer apenas que reduzir a população nós resolvemos o problema. Não se trata de e/ou, se trata de um e/também”, disse também a funcionária da ONU.

Segundo o site A Nova Ordem Mundial, o Climate One  é um auto denominado fórum de assuntos públicos, o qual defende a ação extrema para combater as mudanças climáticas. Ele é uma filial do Commonwealth Club of California com sede em São Francisco, essencialmente um lugar de encontro visitado regularmente por chefes de governo e de negócios corporativos.

Figueres não escapa das declarações polêmicas quando se trata de mudanças climáticas. A funcionária da ONU previamente descreveu o objetivo da UNFCC como “uma completa transformação da estrutura

Com informações de A Nova Ordem Mundial, 07/04/2015.

Posted in Eugenia, Português.