Skip to content


Artur Neto quer anular norma que assegura representação cabocla em conselho

O prefeito de Manaus, Artur Neto (PSDB), está defendendo na justiça a anulação de artigo da LOMAN que assegura a mestiços vaga no Conselho Municipal de Cultura de Manaus. É a resposta do Município à ação do Nação Mestiça que busca o cumprimento da Lei Orgânica de Manaus. A administração do prefeito de Manaus tem políticas exclusivas para índios, negros e estrangeiros. Continued…

Posted in Português.


Câmara Municipal realiza audiência pública sobre criação de bantustão em Caucaia

Foi realizada pela Câmara Municipal de Caucaia (CE) uma audiência pública para debater sobre a ameaça de criação de um bantustão no município para alegados índios tapebas. Durante a realização do evento, o antropólogo convidado, Edward Luz, abordou, dentre outros, “a agenda indigenista etnicizante” e  o tema da população mestiça do município que não se identifica como tapeba, mas que é “herdeira do mesmo patrimônio histórico, cultural, genético, igualmente mestiço”.

Após sua palestra, o antropólogo foi hostilizado por uma pessoa que disse ser da mesma profissão e que polemizou o fato do antropólogo não ser cearense: “Não é possível que uma pessoa que não pertence ao Estado do Ceará, um indivíduo que sequer pertence ao Nordeste, venha nos dizer o que a gente é” (vídeo).

Posted in Português.


Justiça Federal declara nulos títulos de propriedade no bantustão Bakairi

Bantustão Bakairi, exclusivo para os índios bacairis, no Estado de Mato Grosso.

A Justiça Federal em Mato Grosso declarou nulos os títulos de propriedade dos imóveis das Glebas Tabatinga III e Tabatinga II, na parte de 1.104 hectares que se encontra inserida no perímetro do bantustão Bakairi, localizado no município de Paranatinga (MT). A decisão é do juiz federal da 1ª Vara Ciro José de Andrade Arapiraca. Continued…

Posted in Português.


Arte racista: Exposição comunista compara pretos a macacos

Museu comunista compara criança preta a macaco.

O Hubei Provincial Museum, localizado na cidade de Wuhan, na China comunista, removeu fotografias que comparam pretos africanos com com macacos e outros animais. A exposição foi acusada de racismo segundo, disseram os curadores na sexta-feira (13). Continued…

Posted in Português.


Chamar alguém de “fascista” é ofensa à honra, diz TJ-PR

Revista foi condenada a pagar indenização à jornalista por danos morais.

Usar o termo “fascista” para designar alguém pode acarretar uma condenação na Justiça por danos morais. Foi o que ocorreu com a revista Carta Capital, que terá de pagar R$ 15 mil reais ao jornalista Paulo Eduardo Martins, por ferir o inciso X do artigo quinto da Constituição. A decisão da 1ª. Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) foi publicada nesta segunda-feira (9). Continued…

Posted in Português.


Che racista

Posted in Português.


Nação Mestiça eleito para o Conselho Estadual de Direitos Humanos do AM

Diversas instituições de direitos humanos participaram da eleição para as três vagas da sociedade civil.

O Movimento Pardo-Mestiço Brasileiro foi eleito nesta quinta-feira (5) para o Conselho Estadual de Direitos Humanos do Estado do Amazonas. Embora 19 instituições tenham se apresentado para a eleição, somente doze concorreram às três vagas da sociedade civil devido a não apresentação de documentação exigida ou não atendimento aos critérios para concorrer. A eleição ocorreu na Secretaria de Estado de Justiça, Direitos Humanos e Cidadania, em Manaus.

Posted in Português.


Mensagem mestiça

Posted in Português.


Exposição do mal

Posted in Português.


Transnegros brancos serão investigados pela UFMG

Se o sangue branco do mulato pode ser classificado como negro, por que não o sangue branco do branco? A transnegra branca Rachel Dolezal, uma liderança da NAACP (Associação Americana para o Progresso das Pessoas de Cor, a mais tradicional associação preta dos EUA) até ser “desmascarada”, colocou em cheque a classificação de mestiços como negros: mulato que se identifica como negro é transracial ou farsante?

A Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) investigará cotistas transraciais “acusados” de serem brancos. Transnegros miscigenados são os únicos transraciais admitidos para concorrer às cotas. A instituição federal prepara relatório de sindicância aberta após matéria do jornal Estado de Minas (EM), na qual movimentos negros “denunciaram uso irregular” de benefício por alunos brancos. Instituição exigirá declaração escrita. Continued…

Posted in Português.


Arthur Neto quer ser presidente do Brasil e barrar vaga do Povo Mestiço também

Posted in Português.